O Tribunal de Braga aplicou hoje proibição de exercício de funções a um professor de uma escola daquele concelho, suspeito de abuso sexual de uma aluna menor, informou fonte policial, citada pela Lusa.

Além de não poder dar aulas, o professor, docente há cerca de 30 anos, fica ainda proibido de se aproximar da alegada vítima e das testemunhas do caso.

A estas medidas de coação, junta-se ainda o termo de identidade e residência.

A Polícia Judiciária de Braga já tinha anunciado, hoje, a detenção de um professor de uma escola daquele concelho, suspeito de abuso sexual de uma aluna menor.

O detido tem 49 anos e é suspeito da prática de "vários crimes" de abuso sexual de menor dependente. Trata-se de um professor de Educação Física e, de acordo com fonte da PJ, já estará no ensino "há cerca de 30 anos".

A PJ vai continuar a investigação, nomeadamente para aferir se há mais vítimas de abuso.