O número de nascimentos em Portugal continuou a diminuir no primeiro semestre deste ano, período em que nasceram 40.008 crianças, menos 3.830 do que no ano passado, segundo dados do rastreio neonatal.

Nos primeiros seis meses deste ano, 40.008 recém-nascidos submeteram-se aos testes de rastreio neonatal efetuados no âmbito do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecidos como «teste do pezinho».

No primeiro semestre de 2012, tinham sido 43.838 as crianças a realizar este exame.

A tendência de diminuição da natalidade acentuou-se, tendo em 2012 nascido 90.026 crianças, menos sete mil do que no ano anterior.

O «teste do pezinho» ¿ assim conhecido porque a amostra de sangue é colhida no pé da criança entre o seu terceiro e sexto dia de vida ¿ rastreia 25 doenças.