Uma bebé recém-nascida foi encontrada abandonada numa vala, em Odemira. Quando as autoridades chegaram ainda tinha sinais de vida, mas acabou por morrer. Foi abandonada numa vala na localidade de Boavista dos Pinheiros, naquele concelho alentejano.

Ao que tudo indica, trata-se de um caso de uma bebé recém-nascida que terá sido abandonada pela mãe pouco tempo depois de ter nascido, admitiu fonte da GNR à Lusa, referindo que o caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, um popular alertou as autoridades às 11:50 de hoje para a presença de um bebé numa vala junto a uma zona residencial de Boavista dos Pinheiros, no concelho de Odemira, no distrito de Beja.

Após o alerta, a GNR e operacionais de socorro deslocaram-se ao local e confirmaram tratar-se de uma bebé recém-nascida, que ainda apresentava sinais de vida, mas estava em paragem cardiorrespiratória.

A recém-nascida foi submetida a manobras de suporte básico de vida, mas acabou por morrer no local e o cadáver foi transportado para o Gabinete Médico-Legal do Baixo Alentejo, situado no hospital de Beja, para ser autopsiado.

A GNR acionou o Departamento de Investigação Criminal de Setúbal da Polícia Judiciária, que se deslocou ao local e está a investigar o caso, disse a fonte.

As operações de socorro envolveram uma ambulância e dois operacionais dos Bombeiros de Odemira, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital do Litoral Alentejano, situado em Santiago do Cacém, e a GNR, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.