Os dois portugueses que estavam a bordo de um barco de turistas que foi afetado por uma explosão ao largo de Bali “estão bem” e já regressaram àquela ilha Indonésia, disse à Lusa uma fonte governamental.

A fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades adiantou que o casal de portugueses “não está ferido”, tendo regressado a Bali.

Inicialmente, a polícia da ilha indonésia de Bali indicou que havia portugueses entre os turistas que ficaram feridos esta quinta-feira. As autoridades informaram que os feridos eram de Portugal, Alemanha, Grã-Bretanha, Austrália e Coreia do Sul.

A explosão fez pelo menos duas vítimas mortais, um cidadão da Indonésia e outro da Holanda.

"Dois deles morreram, 13 ficaram feridos", afirmou a porta-voz da polícia Made Sudana à agência Reuters. 

O barco transportava 35 passageiros, todos turistas, e quatro membros da tripulação.

A explosão ocorreu no motor pouco depois de o barco ter partido de Bali com destino às ilhas Gili, declarou o chefe da polícia do distrito de Karang Asem, Sugeng Sudardso, à agência noticiosa francesa AFP.

"A explosão aconteceu cinco minutos depois de o barco ter partido", afirmou.

O chefe da polícia Sugeng Sudarso disse à AFP que uma mulher tinha morrido com ferimentos na cabeça.

Há relatos de que esta mulher é uma cidadã alemã, mas as informações sobre o incidente ainda não são claras.