Mais de 16 mil polícias reforçam a segurança em Tóquio face à chegada, prevista para hoje, do Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que permanecerá três dias na capital do Japão, primeira paragem da sua viagem à Ásia.

Trata-se da maior mobilização em matéria de segurança em Tóquio desde a cimeira do Fórum de Cooperação Económica da Ásia Pacífico (APEC) que teve lugar, em 2010, na cidade vizinha de Yokohama, na qual Barack Obama também participou.

A polícia metropolitana de Tóquio destacou 16 mil efetivos, um terço do seu contingente, para garantir a segurança do Presidente norte-americano.