Atualizado às 18:00

Todos os meios do Governo Regional da Madeira, da Proteção Civil e das câmaras municipais estão de prevenção face às previsões meteorológicas que colocaram a Madeira em situação de aviso vermelho por causa de vento e chuva forte.

«Queremos que as pessoas estejam cientes de que estamos na iminência de ter a passagem de uma frente que traz algumas perturbações climatéricas, nomeadamente em termos de agitação marítima, que já se está a verificar, ventos e queda de água com alguma intensidade», disse o secretário regional dos Assuntos Sociais numa conferência de imprensa no edifício do Serviço Regional da Proteção Civil, no Funchal.

O diretor do Observatório Meteorológico do Funchal, Vítor Prior, explicou que «a situação é de vermelho para a precipitação e para o vento, laranja para o estado do mar e com todos os parâmetros meteorológicos no Porto Santo», cita a Lusa.

No mesmo sentido, a Capitania do Porto do Funchal emitiu hoje um aviso de mau tempo para o mar do arquipélago da Madeira, recomendando a todas as embarcações que regressem aos portos de abrigo.

O aviso da autoridade marítima regional tem por base as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que colocou a Madeira sob aviso vermelho devido a vento e chuva forte, sobretudo nas regiões montanhosas, e sob aviso laranja para a ondulação.

As ondas poderão atingir os 5,5 metros nos mares da Madeira.

Os aviões não conseguem aterrar na Madeira devido ao vento.

Ligações marítimas adiadas

Também devido às condições atmosféricas foi feita uma reprogramação das viagens de barco entre o Funchal e Porto Santo.

«A Porto Santo Line informa que a viagem de amanhã, Funchal-Porto Santo (08:00) e Porto Santo-Funchal (18:00) será cancelada devido às más condições climatéricas que põem em causa a segurança do navio e dos passageiros», diz a empresa no seu sítio.

Também os navios de cruzeiro, segundo informações da Administração dos Portos da Madeira (APRAM), tiveram que alterar as escalas na sequência da forte ondulação nos mares da região.

«O "Albatroz" vai pernoitar como previsto no porto do Funchal, mas o "Aida Blue", que devia sair pelas 20:00, adiou a partida para a madrugada e o "MSC Harmonia", que devia chegar hoje, só deverá entrar quarta-feira e pernoita na Madeira», adiantou fonte da APRAM.

Quanto aos navios cargueiros no porto do Caniçal, referiu que «estão dois navios e não há previsão de saída desses barcos».

Aulas interrompidas nas escolas com componente noturna

A Secretaria da Educação e Recursos Humanos da Madeira anunciou, entretanto, a interrupção das aulas em todas 44 escolas com a componente letiva noturna na região a partir das 19:00.

«Como medida de prevenção, as escolas com componente letiva noturna/recorrente interromperão as aulas a partir das 19:00 de hoje e reavaliarão a situação amanhã de manhã [quarta-feira]», disse este departamento do Governo Regional na nota divulgada à tarde.