Os cordões dunares das praias de São João e Fonte da Telha, na Costa de Caparica, Almada, foram afetados pelo mau tempo de segunda-feira, mas a ondulação do mar está a diminuir, informou a capitania do porto de Lisboa.

«Temos algumas zonas fragilizadas nos cordões dunares das praias de São João e da Fonte da Telha, mas, se a ondulação continuar a diminuir, como se prevê, já não deveremos ter problemas de maior», disse à Lusa o comandante Cruz Gomes, adjunto do capitão do porto de Lisboa.

«Os problemas maiores ocorreram na segunda-feira à tarde, com algumas ondas a ultrapassarem o paredão da Costa da Caparica e a levarem alguma areia, mas na preia-mar desta manhã, entre as 06:00 e as 07:00, já houve uma ondulação inferior, ainda assim na ordem dos 6/7 metros», acrescentou.

A exemplo do que aconteceu na segunda-feira à tarde, as autoridades mantêm a interdição no acesso aos bares e restaurantes das praias e ao paredão da Costa da Caparica, de forma a evitar acidentes pessoais.

Na Cova do Vapor, a forte ondulação que se verificou ao final da tarde de segunda-feira arrastou alguns detritos para a estrada ribeirinha e danificou três ou quatro pequenas embarcações que não foram retiradas da água a tempo.

Segundo pescadores da localidade, nunca se viu uma ondulação tão forte naquela zona e as consequências só não foram mais graves graças ao novo esporão, construído o ano passado.

De acordo com a capitania do porto de Lisboa, não há danos significativos que tivessem sido provocados pelo mau tempo durante o dia de segunda-feira, mas mantém-se o alerta na zona costeira, como reporta a Lusa.