O homem suspeito de ter matado a mulher, no sábado, em Lordelo, Paredes, com vários golpes de arma branca, deverá ser ouvido, na segunda-feira, em tribunal, avançou à Lusa fonte policial.

O suspeito entregou-se no posto da GNR, segundo o comandante dos bombeiros de Lordelo, ouvido pela Lusa.

Pedro Alves explicou que, após ter conhecimento da ocorrência, a corporação informou por telefone a autoridade policial e que nessa chamada foi comunicado que o suspeito ter-se-ia apresentado no posto.

Segundo fonte policial contactada hoje pela Lusa, o suspeito encontra-se atualmente «sob custódia» da Polícia Judiciária,

O alegado homicídio ocorreu na tarde de sábado, na habitação do casal, no lugar da Agrela.

Segundo os bombeiros, a vítima, de 62 anos, sofreu vários golpes na cabeça e nas costas.

A mulher ainda foi transportada de ambulância para o hospital Padre, Américo em Penafiel, mas acabaria por morrer.