A GNR identificou quatro homens, três suspeitos de mais de 10 furtos e um de recetação, e recuperou vário material furtado em residências e igrejas de Vila Pouca de Aguiar, anunciou hoje fonte policial.

Esta operação, desencadeada quinta-feira, resultou de várias diligências efetuadas pelo Núcleo de Investigação Criminal de Vila Real, ao longo de três meses, e depois de uma vaga de furtos que assolou o concelho de Vila Pouca de Aguiar.

Três dos indivíduos são suspeitos de mais de dez furtos qualificados em residências, igrejas e capelas, bem como de furtaram ainda cobre. O quarto homem está indiciado como recetador.

Na sequência destas diligências, a GNR recuperou uma vasta lista de material, entre salvas em prata, talheres, crucifixos, castiçais, imagens de santos, várias garrafas de bebidas alcoólicas, peças em cobre, bem como ainda cabides e puxadores de gavetas.

Os suspeitos possuem idades compreendidas entre os 22 e 43 anos e residem todos em Vila Pouca de Aguiar.