Um homem de 25 anos suspeito de furtos e roubos em «dezenas de residências de Coimbra» ficou em prisão preventiva após primeiro interrogatório judicial, anunciou hoje a Polícia de Segurança Pública (PSP).

Em comunicado, a PSP explicou que, «para efetuar os assaltos, o detido utilizava dois métodos de introdução nas residências»: através de escalamento de muros e paredes e/ou arrombamento de portas e janelas.

«De referir que os crimes sucederam quase na totalidade com os proprietários no interior dos imóveis, sendo que para além dos valores subtraídos, dos danos patrimoniais, juntam-se os efeitos psicológicos nefastos, em virtude de a intimidade dos ofendidos ser completamente violada, criando a estes uma sensação de insegurança permanente dentro do seu próprio lar», refere a mesma nota de imprensa.

A PSP anunciou ainda que os principais objetos alvo do furto/roubo eram dinheiro, ouro e outros materiais preciosos, bem como equipamentos tecnológicos, facilmente convertíveis em dinheiro, tais como computadores, telemóveis, tablets, entre outros.

O homem, que incidia nas suas ações na zona de Santa Clara e da Baixa, foi transportado para o Estabelecimento Prisional de Aveiro.