A informação foi avançada hoje pela ASAE através de um comunicado.

 

Sem identificar o dia da operação, a ASAE explica que esta foi levada a cabo pela “Unidade Regional do Sul” e que foram colhidas “amostras de Moluscos Bivalves Vivos (MBV) que se encontravam para consumo em estabelecimentos de restauração e bebidas, no concelho de Almada”. 

As amostras foram, depois, alvo de análise “no Laboratório de Microbiologia da ASAE foi confirmada a contaminação fecal pela presença de um teor muito elevado de Escherichia coli (E. coli)”.

 

No comunicado a ASAE avança ainda que “na sequência dos resultados obtidos foram instaurados hoje oito processos-crime, pela prática do crime de disponibilização/venda ao consumidor final de géneros alimentícios anormais avariados”.