O escultor e artista plástico José Rodrigues morreu hoje, aos 79 anos, no hospital no Porto onde estava internado há cerca de uma semana, disse à Lusa fonte da Fundação José Rodrigues.

José Rodrigues foi um dos fundadores da Cooperativa Cultural Árvore, no Porto, e um dos promotores da Bienal de Vila Nova de Cerveira.

Entre outras obras, José Rodrigues é autor do cubo da Praça da Ribeira e do Monumento ao Empresário na Avenida da Boavista, ambos no Porto.

O artista plástico realizou os seus estudos Escola Superior de Belas-Artes do Porto, formando-se em escultura.

Em 1968, com os colegas Ângelo de Sousa, Armando Alves e Jorge Pinheiro, que com ele terminaram o curso com a classificação máxima, formou o grupo “Os Quatro Vintes”.

Desde 1964 que expôs individualmente em cidades como o Porto, Amarante, Alfândega da Fé, Vila Nova de Cerveira, Cascais, Tóquio, Paris e Macau.

Além da escultura, dedicou-se e a outras expressões artísticos, tendo feito ilustração para livros de escritores e poetas, como Eugénio de Andrade, Jorge de Sena, Vasco Graça Moura e Albano Martins.

No Porto, José rodrigues adquiriu e recuperou a antiga Fábrica Social, espaço que usava como ateliê e onde instalou a fundação com o seu nome, dotada de salas de exposição e um auditório.

“O início da sua atividade remonta a fevereiro de 2009 e tem, desde então, ocupado um lugar de crescente destaque no panorama cultural e artístico da cidade do Porto”, pode ler-se na página ‘online’ dedicada à Fundação Escultor José Rodrigues.