A APAV lançou uma campanha de sensibilização contra a violência doméstica que vai chegar por correio a alguns lares portugueses em forma de catálogo.

Parecido com o típico catálogo da IKEA, o 'catálogo' “Home” da APAV parece, à primeira vista, igual a um álbum de móveis para venda. No entanto, a realidade salta à vista enquanto se folheia o catálogo que quer acordar consciências.



O catálogo inclui histórias verdadeiras, traduzidas em estatísticas da violência praticada em ambiente doméstico no nosso país em 2014. Em comunicado, a associação relembra que a violência doméstica é um problema transversal: afecta sobretudo mulheres, mas também homens, crianças, pessoas idosas. 

Ao longo de todo o catálogo, o números aparecem escritos em espaços comuns do interior de uma casa de família e em objectos do quotidiano para chamar a atenção para a proximidade do problema. 



A meta da associação é clara e pretende responder aos dados alarmantes de 2014, ano em que morreram 48 pessoas no âmbito da violência doméstica no nosso país, entre as quais 43 mulheres.

“Os números neste catálogo precisam de diminuir até 2016”.