Um total de 3.868 operacionais estiveram envolvidos até às 20:45 desta terça-feira no combate a 180 incêndios em Portugal continental, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

No combate aos 180 incêndios, refere a Proteção Civil na sua página na Internet, estiveram também envolvidos 983 meios terrestres e foram usados por 71 vezes meios aéreos.

Das 180 ocorrências, 11 continuam em curso, nomeadamente nos concelhos de São Pedro do Sul, Cinfães, Vieira do Minho, Sernancelhe, Mesão Frio, Montalegre, Sintra, Vila Pouca de Aguiar, Póvoa de Lanhoso, Viana do Castelo e Murça.

Ainda em curso, com duas frentes ativas, está o incêndio que teve início segunda-feira na Senhora do Monte, no concelho de Gouveia, que entretanto se alastrou para o concelho de Manteigas. Este continua a ser o mais preocupante de todos os fogos em curso.

O incêndio que lavra no Parque Natural da Serra da Estrela, desde a tarde de segunda-feira, está a ser combatido hoje à noite por 430 operacionais, auxiliados por 140 viaturas.

Apesar dos 180 incêndios, a Proteção Civil só destaca na sua página na Internet ocorrências com mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 operacionais.

Segundo a Proteção Civil, das 158 ocorrências registadas até às 20:45, o maior número ocorreu no distrito do Porto com 37.

Braga, com 25, e Vila Real, com 21, foram os outros dois distritos onde se registaram maior número de incêndios, seguidos dos distritos de Aveiro e Viseu, ambos com 14 ocorrências.

Os distritos de Beja e Évora, com uma ocorrência, e Bragança e Portalegre, com duas foram os que registaram menos incêndios até às 20:45.

No mês de julho, segundo as estatísticas da Proteção Civil divulgadas na sua página na Internet, foram registados 4056 incêndios.

Desde 01 de agosto e até segunda-feira, foram registados em Portugal continental 2.071 incêndios.

Os dias 09 e 10 de agosto, foram desde o início do ano, os dias em que foram registadas maios número de ocorrências com 380 e 305, respetivamente.