Os resultados da 2.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário mantêm a «tendência de estabilidade» observada nos últimos anos, quando comparados com a mesma fase de 2013, anunciou hoje o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE).

Em comunicado, o IAVE refere que esta tendência se verifica nas disciplinas de Biologia e Geologia, Geografia A, Física e Química A, História A, Matemática A e Português.

Tendo como referência os resultados da 2.ª fase dos exames nacionais de 2013, o IAVE destaca «pela positiva» uma «subida da média» de Geografia A (de 10 valores em 2013 para 11,6 valores em 2014) e uma «subida inexpressiva» da média de Português de 9,7 valores, em 2013, para 9,8 valores, em 2014.

«Nas restantes disciplinas consideradas, verifica-se que as médias de 2014 são ligeiramente inferiores às de 2013, não sendo o valor da diferença estatisticamente significativo», refere um comunicado do IADE, acrescentando que a menor variação se observa na disciplina de História A, com média de 9,3 valores, em 2013, e 9,2 valores, em 2014.

Nas restantes três disciplinas é «ligeiramente superior»: Biologia e Geologia (8,3 valores, em 2014, e 8,7 valores, em 2013), Matemática A (9 valores, em 2014, e 9,5 valores, em 2013) e Física e Química A (9,2 valores, em 2013, e 8,5 valores, em 2014).

Para o IAVE, os resultados dos alunos internos nos exames finais nacionais da 2.ª fase devem ser interpretados «tendo em conta o seu contexto específico de utilização, designadamente, como segunda oportunidade para os alunos que não obtiveram aprovação na 1.ª fase ou como tentativa de melhoria da classificação obtida na mesma 1.ªa fase».

Segundo dados fornecidos hoje pelo Ministério da Educação e Ciência, as médias dos exames nacionais do ensino secundário na 2.ª fase foram negativas na maioria das disciplinas (inferiores a 9,5 valores).

A média da classificação a Filosofia foi de 8,7 valores, a de Geometria Descritiva foi de 7,6 valores, a de História A cifrou-se em 8,8 valores e a de Matemática B foi de 7,1 valores.

Matemática Aplicada às Ciências, História da Cultura e das Artes e Alemão foram as outras disciplinas com médias negativas, com classificações de 8,5, oito e 8,4 valores, respetivamente.

Português (8,9), Física e Química A (8,2), Biologia e Geologia (8,1), Matemática A (8,1), História B (nove) e Latim A (9,1) foram as outras disciplinas que registaram médias negativas na 2.ª fase dos exames nacionais do secundário, segundo os dados do MEC.

Segundo o Ministério, à exceção das disciplinas de Alemão e Inglês, em que existe uma ¿grande quantidade relativa de alunos autopropostos, os alunos internos obtêm classificações mais elevadas do que as alcançadas pelos alunos autopropostos, tal como acontece todos os anos¿.

Já Biologia e Geologia é a disciplina que regista a diferença mais baixa entre os resultados dos alunos internos e o dos autopropostos, acrescenta o Ministério.

Os exames finais nacionais do ensino secundário foram realizados em 644 escolas em Portugal Continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, assim como nas escolas no estrangeiro, com currículo português.

Na 2.ª fase dos exames nacionais registaram-se 120.401 inscrições e realizaram-se 115.891 provas (96% das inscrições), enquanto em 2013 o total de provas efetuadas na 2.ª fase foi de 135.720.