A Universidade de Coimbra está a desenvolver um programa sobre as dificuldades relacionadas com o controlo do comportamento alimentar e com a imagem corporal, através de treino de meditação na regulação desse comportamento.

O estudo do Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitivo-Comportamental (CINECC) da Faculdade de Psicologia, que surge na sequência do BEfree, programa de intervenção em grupo para dificuldades do comportamento alimentar, propõe, através de nova abordagem, novas formas de lidar com a alimentação, com o corpo e com as emoções.

Trata-se de “uma abordagem inovadora na qual as participantes vão contactar com práticas de meditação focadas na gestão equilibrada da alimentação e peso, na libertação de estados emocionais negativos e na promoção de bem-estar”, refere a Universidade de Coimbra, numa nota divulgada pela Lusa.

Denominado CARE, o programa tem a duração de três semanas e é para realizar em casa, através do suporte de materiais fornecidos pelos investigadores envolvidos no projeto. O CARE visa ajudar quem vive “estas dificuldades a desenvolver novas formas de lidar com a sua alimentação, com o seu corpo e com as suas emoções, com vista a uma melhoria do seu bem-estar e a uma relação mais compassiva e equilibrada com elas mesmas”, explica a investigadora Cristiana Duarte.