Ter uma alimentação saudável parece ser uma preocupação cada vez mais em voga e um bom ponto de partida para quem quer seguir esta prática passa por escolher os alimentos que oferecem uma maior saciedade. É que há certos alimentos - e muitos até são considerados "amigos" da dieta -, que nos podem deixar ainda com mais fome.

A pensar nisto a revista norte-americana Time falou com vários especialistas para saber quais os alimentos que devemos evitar. Há pelo menos 15 alimentos que nos podem deixar ainda com mais fome e a lista pode surpreendê-lo.


1. Sumos de frutas e vegetais

São uma tendência nas dietas de bloggers e celebridades em todo o mundo, mas tenha cuidado, pois podem deixá-lo com fome. Os especialistas referem que isto acontece porque durante o processo em que os alimentos são transformados em sumo perde-se um dos componentes mais importantes: a fibra. Além disso, estudos recentes demonstraram que não ficamos mais satisfeitos com as calorias de um sumo do que com as calorias de alimentos sólidos, pelo que muitos nutricionistas aconselham que se beba água quando é preciso hidratar o corpo e comer as frutas e os vegetais inteiros, com toda a fibra, quando se tem fome.


2. Sumos de frutas

Quando os sumos são feitos só de frutas são pobres em proteínas e fibra, apresentando elevadas quantidades de açúcar - a frutose.

 
3. Iogurte magro


O iogurte é tido como um alimento saudável, mas é preciso saber escolher o produto. Um iogurte pode ser pobre em matéria gorda, mas apresentar uma elevada quantidade de hidratos de carbono, incluindo açúcares. Por isso, os especialistas consideram que é preferível optar por um iogurte do tipo Grego, que é rico em proteínas, e adicionar fruta e sementes à escolha. 
 

4. Clara de ovo


A clara de ovo é uma excelente fonte de proteínas, mas é na gema que estão uma série de nutrientes importantes, incluindo gorduras boas, vitaminas e minerais. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition concluiu que a gordura saturada presente na gema do ovo não só não está associada ao aumento do risco de doenças do coração, como contribui para uma sensação de maior saciedade.
 

5. Molhos de salada sem gordura

Tenha atenção a este tipo de molhos. É que podem ser pobres em gorduras, mas apresentam elevadas quantidades de sal e de açúcar – o que lhes dá sabor. Os especialistas sublinham que muitas vezes acabamos por colocar mais molho do que o recomendado e, no final, o sal e o açúcar fazem com que não nos sintamos satisfeitos.
 

6. Alimentos rotulados como “saudáveis”

Como são considerados “saudáveis” temos tendência para abusar no consumo deste tipo de alimentos. Pelo menos é esta a conclusão de um estudo publicado no Journal of the Association for Consomer Research. De acordo com os investigadores, as pessoas ingerem este tipo de comida em maiores quantidades e acabam por ficar menos satisfeitas no final das refeições. 
 

7. Barras de cereais

As barras de cereais podem constituir um perigo para a dieta pois contêm muitos açúcares e óleos hidrogenados e são pobres em proteínas.
 
 
8. Cereais de pequeno-almoço

Os cereais que toma ao pequeno-almoço podem deixá-lo ainda com mais fome. É que estes alimentos são geralmente pobres em fibras e proteínas e ricos em açúcares.


9. Cereais refinados

Como o pão branco e bolachas do tipo cracker. É que a fibra perde-se precisamente quando os cereais são refinados. 


10. Ketchup

Pense duas vezes antes de usar este molho tão popular. O ketchup, ou qualquer molho que tenha xarope de milho, pode aumentar o seu apetite. O xarope de milho interrompe o metabolismo e atrasa a produção de leptina, que nos ajuda a sentir satisfeitos.
 
 
11. Muffins

Apesar de terem um elevado valor calórico, têm muito açúcar. Açúcar que é rapidamente digerido e absorvido, deixando-o insatisfeito.


12. Snacks salgados

Contêm muito sódio e são geralmente pobres em fibras e proteínas.


13. Açúcar

Já aqui se falou muito do açúcar e é tempo de explicar porque tem de ser evitado. O açúcar é um alimento extremamente viciante pois está associado à libertação da hormona dopamina pelo cerébro. Os especialistas entendem que o açúcar não dá saciedade e não tem valor nutricional. Ainda assim, há uma exceção: a frutose, o açúcar da fruta, que é rico em fibra.


14. Açúcares artificiais

Só porque um determinado produto tem na embalagem a indicação  “sem açúcar” não quer dizer que o possa ingerir à vontade. Veja sempre o rótulo com todos os ingredientes para saber se este tem açúcares artificais adicionados, como os edulcorantes.


15. Sopas embaladas

A sopa é uma ótima opção em qualquer dieta, mas apenas quando é feita em casa. É que as sopas embaladas, que se vendem nos supermercados, contêm muito sódio.