A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica anunciou, nesta quinta-feira, a apreensão de 2.000 artigos, no valor de cerca de 9.000 euros, que estavam a ser vendidos ilegalmente nas imediações do recinto onde decorreu o concerto dos AC/DC, em Lisboa.

No último fim de semana, elementos da Unidade Regional do Sul da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) realizaram uma operação de fiscalização nas imediações do concelho de Oeiras e no Passeio Marítimo de Algés, onde iria decorrer o concerto do grupo australiano AC/DC.

A operação teve como objetivo verificar as “condições legais de comercialização ambulante de produtos relacionados com o evento”, adianta a ASAE em comunicado.

Na sequência da ação de fiscalização, foram instaurados três processos de contraordenação por infrações, nomeadamente a falta de marcação “CE” de conformidade em produtos elétricos, falta de licenciamento para a prática da atividade de venda ambulante e falta de rotulagem em língua portuguesa.

Foram ainda identificados nove pessoas de nacionalidade portuguesa, espanhola e polaca e sinalizadas duas viaturas de transporte de mercadorias, com matriculas estrangeiras, informa a ASAE.