A A23 está cortada por causa do incêndio de Abrantes e Mação, estando a circulação interrompida precisamente entre essas duas localidades. Já a A1 esteve cortada na zona de Albergaria, durante cinco horas, devido a um incêndio, mas foi reaberta pelas 21:00.

A A23, que já esta semana esteve cortada duas vezes, a última ontem, por causa do fogo, voltou a estar esta quinta-feira, nos dois sentidos.

Tudo por causa do incêndio de Mação, que estava esta tarde "a dirigir-se para sul, a entrar no distrito de Portalegre", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém. Este fogo está a alastrar com violência para Portalegre.

Estão também cortadas duas estradas nacionais no distrito de Santarém: Estrada Nacional 244-3, entre Louriceira e Serra, no distrito de Santarém, e Estrada Nacional 244, entre Mação e Chão Codes.

O balanço da área ardida fala por si: dois terços de Mação foram consumidos pelas chamas.

A1 cortada durante cinco horas

Quanto à autoestrada número 1, esteve cortada desde as 15:25 até às 21:00, nos dois sentidos, entre Albergaria e Aveiro Sul, "nesse troço completo", indicou à TVI24 fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro. 

Esteve, portanto, encerrada mais de cinco horas, nos dois sentidos entre os nós de Albergaria-a-Velha e Aveiro Sul, em Oiã, desde as 15:25, por causa de um fogo que deflagrou na zona de Eixo e Eirol, no concelho de Aveiro, às 13:52.

O incêndio, que chegou a ter quatro frentes ativas, era pelas 21:15 uma das seis ocorrências de fogo classificadas como importantes, na página da Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil.