A empresa de segurança PSG, responsável pela segurança na discoteca Urban Beach, em Lisboa, junto à qual dois jovem foram agredidos, repudiou este tipo de comportamentos e garantiu que vai tomar todas as diligências para punir os responsáveis.

Em comunicado, a PSG – Segurança Privada, S.A. diz que teve conhecimento do caso através das imagens divulgadas nas redes sociais e em órgãos de comunicação social e garante que “os responsáveis serão punidos de forma exemplar, de acordo com a gravidade do comportamento”.

O episódio das agressões tornou-se público depois de ter começado a circular nas redes sociais um vídeo onde é possível ver alegados seguranças do clube noturno a agredirem violentamente dois homens, que aparentemente estavam indefesos e não demonstravam qualquer resistência.

“A PSG lamenta profundamente o sucedido e apresenta desde já desculpa aos visados, garantindo que irá desenvolver todos os esforços para seguir a sua missão de proteger e transmitir confiança àqueles a quem assegura a sua segurança”, escreve a empresa, acrescentando que “tudo fará para continuar a merecer a confiança dos seus clientes e do público em geral”.

O administrador da discoteca atribuiu responsabilidade a esta empresa e garantiu que contactou a PSG, exigindo a suspensão imediata dos seguranças envolvidos no caso e a instauração de processos disciplinares.

Entretanto, a discoteca foi encerrada e um dos seguranças já foi detido.