O Facebook da PSP recebeu nas últimas horas  centenas de comentários às agressões de um agente a um pai adepto do Benfica, que foi agredido no exterior do estádio D. Afonso Henriques na presença dos filhos de nove e 13 anos, após o jogo que consagrou o clube da Luz.

 

Num vídeo divulgado pelo Correio da Manhã, um polícia, que o agredido identifica como sendo Filipe Silva, comandante da Divisão de Investigação Criminal de Guimarães, é visto a  bater com violência num homem perante o choque dos filhos e ainda a agredir um outro, mais velho, avô das crianças.

 

O Ministério da Administração Interna anunciou já a abertura de um inquérito às agressões a esta família.

 

Nas redes sociais há sentimentos opostos em relação ao que sucedeu, apesar de a maioria dos utilizadores exigir à PSP explicações para o sucedido.

 

O sentimento de injustiça da população contrasta, porém, com algumas imagens a circular, que mostram um agente a proteger a criança mais pequena, de nove anos, enquanto o pai é detido.

 

Mas também há quem questione as intenções da família, por se ter deslocado ao estádio com dois menores numa jornada de futebol que se adivinhava tensa.

Foi, entretanto,  criada uma página no Facebook contra o agente em questão e que tem já vários seguidores.

Numa mensagem publicada no site oficial do Benfica, o presidente do clube, Luís Filipe Vieira, alude às imagens divulgadas da detenção violenta deste adepto em Guimarães, entre outras considerações.