A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de dois homens pela presumível autoria dos crimes de sequestro e ofensas à integridade física graves na ilha de São Miguel, Açores.

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ informa que os crimes ocorreram no concelho da Ribeira Grande, “quando os arguidos, na sequência de um furto em veículo e movidos pela desconfiança de quem teria sido o autor”, procuraram a vítima.

Segundo a PJ, esta foi privada de liberdade, amarrada e agredida violentamente para ser obrigada a entregar os objetos que alegadamente teria furtado.

Em resultado dessa conduta, [os arguidos] vieram a provocar-lhe extensos ferimentos, que determinaram o seu internamento hospitalar, tendo sido transportado seguidamente para unidade de saúde em Lisboa”, adianta a PJ.

Os detidos, de 32 e 36 anos de idade, aguardam o desenrolar do inquérito em liberdade, condicionada a apresentações diárias e proibições de contacto.

Fonte da PJ disse à agência Lusa que os crimes ocorreram este mês e a vítima, com cerca de 50 anos, “ficou num estado muito mal tratado”, de tal modo que a unidade hospitalar de São Miguel determinou a sua transferência para Lisboa.