Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram este ano 45 mortos, menos 19 do que em igual período de 2013, segundo dados divulgados esta terça-feira pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Em contrapartida, os acidentes rodoviários aumentaram 2,5%, tendo-se registado, entre 01 de janeiro e 07 de fevereiro, 12.146 desastres, contra os 11.840 ocorridos no mesmo período de 2013, adianta a ANSR.

A Segurança Rodoviária indica que os 12.146 acidentes provocaram este ano 45 mortos, enquanto, em 2013, os 11.840 desastres causaram 64 vítimas mortais.

Os distritos com mais vítimas mortais são Setúbal, com seis, seguindo-se Coimbra, Lisboa e Viana do Castelo, que registaram cinco mortos cada um.

Já nos distritos de Beja, Guarda e Vila Real não se registou qualquer vítima mortal este ano, refere a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR.

Os feridos graves também diminuíram este ano, tendo ficado gravemente feridos, entre 01 de janeiro e 07 de fevereiro, 182 pessoas, menos sete do que no mesmo período de 2013.

Os acidentes provocaram ainda 3.279 feridos ligeiros, menos 106 do que em 2013.

Os dados da ANSR dizem respeitos aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.