A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) anunciou esta segunda-feira que pretende substituir o helicóptero ligeiro que sofreu um acidente em Paços de Ferreira e cujas causas estão a ser apuradas.

Em comunicado, a ANPC disse estar “a procurar substituir a aeronave em causa por outro meio aéreo equivalente em termos de capacidade de operação”, depois de o helicóptero ligeiro B3 – Ecureuil, que estava estacionado em Baltar, ter caído numa lagoa durante a operação de combate a um incêndio em Sanfins, no concelho de Paços de Ferreira.

“A aeronave afundou-se, ficando completamente submersa, tendo o piloto, único ocupante nesse momento da aeronave, conseguido sair pelos seus meios, sendo transportado para o hospital Vale do Sousa (concelho de Penafiel), por precaução e vigilância”, referiu a ANPC.


Em declarações à Lusa, o comandante operacional distrital do Porto, Carlos Alves, disse que o helicóptero ligeiro ficou submerso depois de tentar reabastecer-se de água, estando o piloto "consciente, orientado" e sem apresentar qualquer tipo de lesão grave.

Fonte dos Bombeiros Voluntários de Freamunde disse à Lusa ao começo da tarde que o alerta para a queda do helicóptero foi dado pelas 13:25.