Um homem, aparentando 40 anos, despistou-se esta sexta-feira de madrugada à saída das portagens da CREL, no sentido Queluz-Estádio Nacional (Lisboa), estando cerca de hora e meia para ser encontrado e levado em estado grave para o hospital

De acordo com fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, o insólito que rodeou o acidente foi que o acidentado só foi encontrado pelas autoridades de socorro graças às indicações que o próprio ia fornecendo via telemóvel, uma vez que na estrada não havia sinais do despiste.

Cerca da 01:00 da madrugada de hoje foi pedido auxilio, via 112, de uma vítima que tinha sofrido um despiste no Alto da Boa Viagem, em Lisboa, mas, de acordo com a mesma fonte, quando a PSP, Brisa e os Bombeiros Voluntários de Linda-a-Pastora chegaram ao local descrito, não conseguiram encontrar o acidentado.

As buscas na tentativa de encontrar o acidentado decorreram durante cerca de hora e meia, com as forças de segurança e de auxílio a «varrerem» os dois sentidos da autoestrada A5 na zona em que tinham a indicação que estaria o acidentado.

O Honda Civic que o homem conduzia terá saído da autoestrada, ao km 3,1, a seguir às portagens, no sentido Queluz-Estádio Nacional, e só graças ao contato telefónico que foi mantendo com os bombeiros foi possível chegar até si.

Depois das indicações, a polícia foi seguindo pedaços de materiais deixados pelo veículo durante o despiste, acabando por descobrir o carro numa vala, para onde «voou» literalmente e onde se econtrava capotado.

Devido à gravidade dos ferimentos, o homem foi transportado para o Hospital de Santa Maria, onde ficou internado.