A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta quinta-feira, ter detido dois homens, um de 37 e outro de 24 anos, por suspeita de violação e abuso sexual de crianças e adolescentes, nas zonas de Lisboa e de Santarém.

Em comunicado hoje divulgado, a PJ refere que o suspeito mais velho foi investigado durante cerca de um ano por alegados crimes de abuso sexual contra crianças, uma delas a própria enteada.

A PJ adianta que o presumível autor do crime, de 37 anos, aproveitava-se da proximidade física e da confiança familiar da vítima, atualmente com 11 anos, uma vez que vivia na mesma casa com a menina e a mãe desta.

A investigação apurou que, ao longo de um ano, o homem terá abusado várias vezes da vítima, na habitação comum, situada em Lisboa.

O suspeito foi ouvido em primeiro interrogatório judicial e ficou sujeito a apresentar-se diariamente às autoridades e proibido de contactar com a vítima.

O segundo detido é suspeito de vários crimes de abuso sexual de crianças praticados ao longo dos últimos anos, no distrito de Santarém.

O homem, de 24 anos, conhecia e seduzia as vítimas, entre os 12 e os 15 anos, para pretensas relações de namoro, de acordo com a PJ.

Este detido ficou em prisão preventiva após o primeiro interrogatório judicial.