O alcaide de Vigo recusou o convite do presidente do Eixo Atlântico para um encontro com o homólogo do Porto para "esclarecerem" as declarações de Rui Moreira sobre o desvio de voos da TAP para o aeroporto daquela cidade galega.

Em declarações à Lusa, Ricardo Rio, presidente do Eixo Atlântico, associação transfronteiriça de cidades do Norte de Portugal e da Galiza, na qual Vigo e o Porto são "centrais", explicou que o alcaide galego, Abel Caballero, afirmou que só depois de o autarca portuense "pedir formalmente desculpa" pelas afirmações que proferiu é que aceita o referido convite.

Rui Moreira, numa entrevista à revista Visão, afirmou que "Vigo sente-se como a salsicha fresca dentro de uma francesinha, com um aeroporto miserável e que percebeu que há um senhor americano em Lisboa que tem uns aviões a hélice parados", quando questionado sobre o facto de o Porto ter conseguido dividir as cidades galegas e os seus três aeroportos em benefício do Sá Carneiro.

"Convidei os dois [Caballero e Moreira] para um encontro, em Braga, para esclarecerem todo e qualquer mal-entendido. Até porque o presidente Rui Moreira disse-me logo que não tinha qualquer intenção de insultar Vigo ou o seu alcaide e que era preciso enquadrar as declarações no contexto que eram proferidas", afirmou Ricardo Rio.

 

No entanto, explanou o também autarca de Braga, "o alcaide Caballero recusou, argumentando que primeiro o presidente do Porto teria que esclarecer o que disse e fazer um pedido de desculpa, por considerar que as afirmações foram de gravidade".

Na quinta-feira, 18 de fevereiro, Abel Caballero classificou as afirmações de Rui Moreira como "impróprias e indignas de um autarca de uma cidade que considera amiga".

Ricardo Rio afirmou ainda que, "dentro do Eixo Atlântico", continuará a encetar esforços para que ambos os autarcas de entendam.

"Não vou deixar de continuar a fazer estes contactos para que um e outro concelho continuem a participar ativamente no Eixo. Esta posição que eu assumi é partilhada por todos os concelhos, queremos continuar a ver os dois dentro do Eixo, não está em questão sair do eixo, mas queremos que Vigo continue a ter uma participação determinante na associação", disse.

Isto porque Caballero avisou que, se Rui Moreira não pedir desculpa, Vigo não participará em qualquer organismo em que esteja Rui Moreira, como por exemplo, a associação transfronteiriça Eixo Atlântico.

"Não volto a sentar-me à mesma mesa, no Eixo Atlântico, enquanto não pedir perdão", sustentou Caballero.