As classificações médias dos exames da primeira chamada dos 6º e 9º anos, em Português e Matemática, em alunos internos, desceram em relação às médias do ano letivo anterior.

Os dados divulgados pelo Ministério da Educação, a que a Lusa teve acesso, referem que as «classificações evidenciam uma descida, em comparação com os resultados do ano anterior, observando-se variações cuja amplitude se situa entre 5 e 10 pontos percentuais».

Nuno Crato descontente com resultados dos exames

Em Matemática do 9º ano, a descida foi de cinco pontos percentuais. Um «resultado igual ao observado em 2011, havendo uma descida de 5 pontos percentuais na classificação média da prova do 2º ciclo (6º ano)», refere o relatório do Ministério da Educação. Em Português, as descidas «foram de sete pontos percentuais» no 6º ano e «de seis», no 9º ano.

Na disciplina de Português, a média da classificação foi de 52% no 6º ano e de 48% no 9º ano. Em Matemática, as classificações médias foram de 49% no 6º ano e de 44% no 9º ano.

Os dados dizem respeito a alunos internos, ou seja, alunos da escola onde fizeram exame. No total, no 6º ano, realizaram-se 224.368 exames, enquanto no 9º ano o número foi de 196.841 exames.

Os exames do 6º ano realizaram-se em 1.126 escolas de Portugal Continental, regiões autónomas dos Açores e da Madeira, e em estabelecimentos de ensino no estrangeiro com a disciplina curricular de Português. No 9º ano, as provas finais ocorreram em 1.284 escolas.