As buscas para encontrar os pescadores de uma embarcação que naufragou no sábado ao largo de Vigo foram retomadas cerca das 08:00 locais (07:00 em Lisboa), informou o Salvamento Marítimo de Vigo. Estão desaparecidos dois pescadores, um espanhol de 34 anos e um português de 31, pescadores com experiência reconhecida. 


“As buscas começaram com a luz do dia com várias unidades de salvamento marítimo e estamos à espera que a visibilidade melhore para os helicópteros” iniciarem também as buscas, disse à agência Lusa a mesma fonte.
Os dois pescadores estão desaparecidos ao largo de Vigo, em Espanha, depois de a embarcação onde seguiam ter naufragado, noticiou no sábado o jornal espanhol Faro de Vigo, citado pela Lusa.

No entanto, a falta de visibilidade está a dificultar as operações de busca e salvamento dos dois homens. Os meios aéreos não foram logo mobilizados por falta de visibilidade.

Rosa Fernandes, mãe do pescador português de Vila Praia de Âncora, aguarda pelas notícias do marido, que está a ajudar nas buscas. Rosa Fernandes disse à TVI que já “foi encontrada a mochila” do filho, mas já não tem muitas esperanças.
 

“Um menino como ele merece ter um funeral digno”, disse. 


No sábado estiveram envolvidos nas buscas um helicóptero e uma embarcação que avistaram a proa do barco naufragado, que se chama Látigo, mas as condições marítimas impediram os meios de socorro de se aproximarem da embarcação.

O helicóptero avistou "um sapato e um colete salva-vidas", adiantou no sábado uma fonte do Salvamento Marítimo de Vigo, que acrescentou que o naufrágio ocorreu à entrada da ria de Vigo, numa zona de mar revolto.
O último contacto registado com a embarcação, que estava na pesca de robalos, aconteceu na sexta-feira às 18:30.