Os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) desconvocaram a greve agendada para sábado e domingo.

A paralisação tinha sido agendada no final de agosto como forma de exigir uma carreira específica, com uma "tabela salarial própria e sistema de avaliação próprio", como sublinhou Sancho Antunes, da Comissão de Trabalhadores.

Em comunicado, aquela estrutura explica que a greve foi desconvocada após reunião com o executivo municipal de Coimbra, realizada esta sexta-feira. Aí foi "garantido o acompanhamento da situação dos trabalhadores, bem como ajudar na resolução da sua categoria junto do Governo".

No entanto, a Comissão de Trabalhadores salienta que não é "de todo possível a anulação de ações futuras no caso da situação se manter e perpetuar no tempo".

A comissão de greve lamenta que a situação se tenha deteriorado ao longo dos anos, visto que será do entendimento dos trabalhadores que este apoio já deveria ter sido tornado público há muito, bem como a resolução da situação destes trabalhadores autárquicos que dependem da Câmara de Coimbra", lê-se no comunicado, em que é anunciada a desmarcação da greve.