A ministra da Administração Interna lamentou "profundamente a morte de dois elementos das forças de segurança", um militar da GNR e um agente da PSP, num tiroteio na Quinta do Conde, em Setúbal.

Em comunicado enviado à agência Lusa, Anabela Miranda Rodrigues enviou "sentidas condolências" às famílias das vítimas, "bem como a todo o efetivo da GNR e da PSP", lamentando também a morte de uma terceira pessoa nos mesmos incidentes.

O militar da GNR morto pertencia ao comando de Setúbal e tinha 25 anos. A outra vítima mortal era um elemento da PSP, fora de serviço, que ouviu tiros e foi abatido ao chegar ao local, indicou à Lusa o presidente do Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL), Armando Ferreira.

A terceira vítima era um jovem de 23 anos que morreu já no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, para onde foi levado depois de ter ficado gravemente ferido no tiroteio.

A GNR foi alertada para o tiroteio, numa rua na Quinta do Conde, no concelho de Sesimbra, por volta das 17:00, tendo mobilizado várias patrulhas para o local.

Os tiros foram disparados por um homem de 77 anos, o qual, perante a intervenção da Guarda, terá acabado “por tentar o suicídio, com um tiro de caçadeira”, ficando ferido e sendo detido e transportado para o Hospital de Setúbal.