Afinal de contas, o que é que os portugueses sabem sobre os seus compatriotas ciganos? Pouco, muito pouco, quase nada! Há ideias feitas e muitos preconceitos! É altura de se saber aquilo que muitos não sabem, nem nunca ousaram perguntar, sobre a comunidade cigana - o casamento, o luto, a morte, os negócios, as feiras, a escola, o respeito pelos mais velhos e crianças, a sua língua romani, o medo dos sapos e... a triste sina de que é preciso estar sempre com "um olho no burro e outro no cigano". 

Nasceram e vivem em Portugal milhares de ciganos. Chegaram há mais de 600 anos. São portugueses há mais tempo do que muitos outros. Um povo que, ao contrário de lusitanos e mouros, celtas ou visigodos, resistiu até hoje à assimilação forçada. Filhos do vento e das estrelas. Sempre diferentes, sempre orgulhosos, sempre desconfiados, sempre sobreviventes.

“Ciganos - uma longa sina” (1.º episódio), uma grande reportagem de Victor Bandarra, com imagem de Gonçalo Prego e edição de Miguel Freitas.

Repórter TVI, a não perder, no Jornal das 8, esta segunda-feira.