O número de pessoas hospitalizadas esta quarta-feira, em Vila Franca de Xira, com irritação das vias respiratórias subiu para 11, adiantou à Lusa uma fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

A intoxicação com produtos químicos ocorreu numa empresa de resíduos hospitares, apurou a TVI

Segundo fonte da GNR, a intoxicação ocorreu numa empresa, SUCH - Serviço de Utilização Comum dos Hospitais, quando a "ventilação avariou e os funcionários que estavam a manusear produtos químicos sentiram-se mal". 

A fonte da GNR adiantou que não há indicação de qualquer explosão ou rebentamento.

O Hospital de Vila Franca de Xira adiantou, esta quarta-feira à tarde, que os trabalhadores que foram hospitalizados com irritação nas vias respiratórias estão "estáveis".

O Hospital Vila Franca de Xira informa que recebeu 11 utentes no seguimento da ocorrência desta tarde numa lavandaria em Vialonga e que estes se encontram estáveis, sem apresentar sintomatologia grave, tendo alta prevista no decorrer das próximas horas", lê-se numa nota enviada à Lusa, cerca das 18:00.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à tarde à Lusa que as pessoas hospitalizadas eram mulheres com idades entre 30 e 40 anos.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa adiantou que os sintomas de intoxicação se devem à fuga de um produto de limpeza ocorrida na empresa e que obrigou à retirada de 80 pessoas que se encontravam no interior, pelas 12:00.

O CDOS acrescentou à Lusa, cerca das 14:40, que havia outras pessoas com a mesma sintomatologia e que estavam a ser assistidas no local, também por precaução.

No local estiveram cerca de uma dezena de operacionais apoiados por seis viaturas.