A GNR anunciou hoje a apreensão de cerca de uma tonelada de sardinha na lota de Sines, no distrito de Setúbal, proveniente de uma embarcação que “tinha ultrapassado a cota diária de pesca permitida”.

A Unidade de Controlo Costeiro da GNR explicou, em comunicado, que a operação foi desenvolvida através do Subdestacamento de Sines, na quinta-feira.

Nessa operação de fiscalização, que visou o controlo das descargas de pescado proveniente das embarcações de cerco, no Porto de Pesca de Sines, a GNR apreendeu um total de 1.064 quilos de sardinha.

Durante a ação, os militares detetaram uma embarcação que tinha ultrapassado a cota diária de pesca permitida para aquela espécie. O infrator foi identificado e elaborado um auto de contraordenação”, disse a Guarda.

Segundo a Unidade de Controlo Costeiro, este tipo de fiscalizações visa contribuir para a recuperação deste recurso piscatório, “segundo uma adequada política de gestão, que tem como corolário a sustentabilidade ambiental, económica e social da atividade das pescas”.

Já no passado sábado, a GNR anunciou a apreensão na lota de Sines, efetuada no dia anterior, de 3.640 quilos de sardinha, com um valor presumível de 7.300 euros, tendo ainda identificado um homem.

Também nessa ocasião, revelou a força de segurança, os militares “detetaram que uma das embarcações tinha ultrapassado a cota diária de pesca permitida” para a espécie, pelo que o infrator foi identificado e o pescado apreendido “foi doado a várias instituições de solidariedade locais”.