O Ministério Público está a investigar as circunstâncias da morte de uma criança, de 7 anos, na terça-feira, no Aeroporto de Lisboa, informou esta quinta-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Na sequência da comunicação do óbito, foi instaurado um inquérito. Corre termos no DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa”, revelou a PGR, numa informação por escrito à agência Lusa.

Contactada pela Lusa, fonte da ANA - Aeroportos de Portugal referiu que uma criança, de 7 anos, se sentiu mal na terça-feira à noite nas instalações do Aeroporto de Lisboa.

“Foi chamado o INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), mas o óbito foi ainda declarado no próprio aeroporto”, afirmou a fonte da ANA.

A criança, uma menina de nacionalidade estrangeira, chegou a Lisboa na terça-feira na companhia da mãe e de outro familiar, proveniente do Panamá, e seguia nesse mesmo dia para a Suécia.

Fonte policial disse à Lusa que a menina, após aterrar em Lisboa, foi levada para o Hospital de Santa Maria por se “sentir indisposta”.

Depois de assistida naquela unidade hospitalar, regressou ao Aeroporto de Lisboa para embarcar no voo rumo à Suécia.