O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral pouco nublado no interior Norte durante a manhã, aguaceiros, que poderão ser localmente fortes, de granizo e acompanhados de trovoada, em especial nas regiões Norte e Centro e durante a tarde.

A previsão aponta ainda para vento em geral fraco do quadrante leste, soprando moderado nas terras altas até meio da manhã e no final do dia, e sendo temporariamente de noroeste na faixa costeira ocidental durante a tarde.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 14 graus (na Guarda) e os 20 (em Coimbra) e as máximas entre os 26 (na Guarda e em Viseu) e os 33 (em Beja).

Quatro distritos do continente e os grupos central e ocidental dos Açores estiveram esta noite e até de madrugada  sob aviso amarelo devido à previsão de chuva forte acompanhada de trovoada e granizo, segundo o IPMA.

De acordo com o IPMA, sob aviso amarelo estiveram os distritos de Coimbra, Viseu, Guarda, Castelo Branco e os grupos ocidental (São Miguel e Santa Maria) e central (Graciosa, Terceira, S. Jorge, Faial e Pico) dos Açores.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave de quatro níveis (vermelho, laranja, amarelo e verde), esteve em vigor até às 06:00 nos distritos do continente e até às 08:00 ns Açores.

Concelho de Alcoutim em risco máximo de incêndio

O concelho de Alcoutim, no distrito de Faro, apresenta hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O concelho de Alcoutim está com risco máximo e Tavira e Castro Marim, também no distrito de Faro, apresentam risco muito elevado de incêndio, de acordo com o IPMA.

O Instituto colocou também em risco elevado de incêndio os concelhos de Loulé, São Brás de Alportel, Silves, Lagos e Aljezur (Faro), Almodôvar, Moura, Barrancos e Mértola (Beja) e Cabeceiras de Basto (Braga).

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o reduzido e o máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Quase todas as regiões em risco muito elevado de exposição UV

Quase todas as regiões do país apresentam hoje um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, todas as regiões do país apresentam hoje um risco muito elevado, com exceção das ilhas das Flores, Faial e Terceira, nos Açores, que estão com níveis elevados.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).