Figura nacional


O juiz Carlos Alexandre é a figura nacional do ano para os leitores da TVI24. O magistrado destacou-se no contexto da realidade portuguesa com 54% dos votos.

Até setembro, Carlos Alexandre era o único juiz titular do Tribunal Central de Instrução Criminal e 2014 terá sido um ano bem preenchido para o magistrado que foi responsável por processos tão complexos quanto mediáticos: «Vistos Gold», «Operação Marquês» que levou à detenção de José Sócrates, a detenção de Ricardo Salgado no âmbito do processo «Monte Branco», o desfecho do processo «Face Oculta» que condenou o ex-ministro Armando Vara a uma pena de prisão efetiva.

Logo atrás do magistrado surge José Sócrates, com 22% dos votos. O antigo chefe de Governo fez história pelas piores razões e tornou-se no primeiro ex-primeiro-ministro português a ser detido e preso preventivamente. Em causa estão suspeitas dos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção.

Ricardo Salgado fecha o pódio das figuras nacionais de 2014. O banqueiro, que ganhou a alcunha de «Dono Disto Tudo», foi escolhido com 10% dos votos. Salgado foi indiscutivelmente uma das personalidades mais faladas do ano depois da crise no Grupo Espírito Santo e do colapso do BES.

O secretário-geral do PS António Costa ficou na quarta posição da votação, com 6% dos votos, seguido da Ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, (5%), e de Joana Marques Vidal (2%).

Confira os resultados da sondagem:

Acontecimento nacional


Já em relação ao acontecimento nacional do ano, os leitores da TVI24 escolheram o caso «Vistos Gold», que reuniu 30% dos votos.

Um esquema de corrupção e tráfico de influência que levou à detenção de dirigentes e altos quadros da Administração Pública, como o diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o presidente do Instituto de Registos e Notariado e a secretária-geral do Ministério da Justiça. O processo causou embaraço para o Governo e levou à demissão do ministro Miguel Macedo. 

O caso BES foi o segundo destaque a nível nacional, com 27 % dos votos. A crise no Grupo Espírito Santo provocou o colapso do banco e levou à intervenção do Estado. Incongruências na forma como o caso foi tratado e exposto na esfera pública conferiu contornos polémicos ao caso e foi estabelecida uma comissão parlamentar de inquérito.

Como o terceiro caso nacional do ano para os leitores da TVI24 surge a detenção de José Sócrates, com 23% dos votos. Um caso inédito no país e que mereceu a atenção e o destaque da imprensa internacional.

O surto da bactéria legionella, que provocou 10 vítimas mortais e cerca de 350 casos de infeção, foi eleito o quarto acontecimento nacional, com 17% dos votos, seguido dos problemas na colocação de professores que trocaram as voltas a profissionais, pais e alunos, com 3% dos votos.

Confira os resultados da sondagem:

 

Figura internacional


Ao nível internacional, o Papa Francisco foi eleito a figura do ano, com 67% dos votos.

Em 2014, o líder da Igreja católica reafirmou a sua aproximação aos fiéis, criticou o fanatismo e o capitalismo, defendeu a integração dos homossexuais na Igreja. Francisco também não hesitou em pôr o dedo na ferida, criticando aspectos da cúria romana, como aquilo que Francisco designou por «alzheimer espiritual».

Malala Yousafzai foi a segunda figura internacional do ano para os leitores da TVI24, recolhendo 15% dos votos. A jovem de apenas 17 anos, defensora dos direitos das mulheres e das crianças, sobretudo no que diz respeito ao acesso à educação, foi este ano laureada com o Nobel da Paz.

O terceiro lugar das figuras internacionais do ano pertence ao Estado Islâmico. Os jihadistas que proclamaram um sistema político desaparecido há quase um século, o califado,  já mataram milhares de pessoas na Síria e no Iraque.

Confira os resultados da sondagem:

Acontecimento internacional


Relativamente aos acontecimentos do ano no contexto internacional, o conflito na Faixa de Gaza que durou cerca de 50 dias foi o principal destaque para os leitores da TVI24, com 34% dos votos.

Este foi um dos maiores conflitos dos últimos anos entre o Hamas e Israel e, por isso mesmo, teve um balanço trágico: mais de dois mil mortos, a grande maioria civis e palestinianos, e um enorme rastro de destruição.

A epidemia do vírus do ébola é o segundo acontecimento internacional, com 26% votos. Mais de sete mil pessoas já morreram devido a um surto sem precedentes que tem afetado sobretudos os países da África Ocidental como a Serra Leoa, a Libéria e a Guiné-Conacri.

O terceiro acontecimento internacional do ano é o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines, escolhido com 18% dos votos. 

Um dos maiores mistérios de sempre da aviação civil,o voo MH370 desapareceu sem deixar rasto, com 239 pessoas a bordo. O mundo ficou em choque e as autoridades não conseguiram explicar o que aconteceu.