Uma das duas bailarinas que ficaram feridas, na sexta-feira, no final do espetáculo Digitality já teve alta hospitalar, disse este sábado à agência Lusa uma fonte do Casino do Estoril.

As duas bailarinas ficaram com queimaduras de segundo e terceiro graus no corpo, na sequência de uma explosão ocorrida cerca das 23:00, no final do espetáculo, que incluía pirotecniae que está em cena no Salão Preto e Prata, do Casino do Estoril.

Em declarações à Lusa, Gonçalo Marques, do Casino do Estoril, disse que uma das bailarinas teve alta ainda na sexta-feira, mas a outra permanece internada «para observação» devido às queimaduras de terceiro grau que sofreu.

Gonçalo Marques explicou que as bailarinas tinham uns fatos que projetavam «faíscas para a frente, mas o aparelho de projetar fez sair as faíscas para trás, queimando-as».

Questionado pela Lusa sobre se o espetáculo se vai realizar este sábado, o responsável disse que, para já, está marcado.

«A Humanidade foi dominada pela tecnologia!», é o mote do espetáculo, que retrata a história de um viajante no tempo, desde o início da criação da vida, até um possível futuro imaginário, onde a tecnologia domina completamente toda a humanidade, refere o Casino do Estoril.