Sete quilos de canábis foram apreendidos pela GNR em Sousel (Portalegre), na sequência de uma investigação em que foram detidas três pessoas por suspeitas de tráfico de droga, anunciou esta quinta-feira a força de segurança.

Além da droga, suficiente para cerca de 2.800 doses individuais, os militares apreenderam, em duas buscas domiciliárias, uma arma transformada, 42 munições, uma estufa artesanal para o cultivo de plantas de canábis, duas balanças de precisão e seis telemóveis.

Segundo um comunicado do Comando Territorial de Portalegre da GNR, os detidos são dois homens, de 42 e 45 anos, e uma mulher, de 31.

De acordo com a guarda, as detenções foram efetuadas na quarta-feira na sequência de uma investigação iniciada há um mês, quando foi avistada, no quintal de uma habitação, uma plantação que se suspeitou ser de canábis.

Na operação policial, foram ainda elaborados cincos autos de contraordenação por infrações relacionadas com animais de companhia e por posse de animais potencialmente perigosos.

Os suspeitos, um deles com antecedentes criminais por violência doméstica e ameaças, foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência (TIR).