Um homem barricou-se, esta quinta-feira, num supermercado em Vila Nova de Poiares, confirmou fonte dos bombeiros à TVI. De acordo com a mesma fonte, o incidente fez um ferido ligeiro que é funcionário do estabelecimento. A vítima foi atingida na cara pela coronha da arma e já foi transportada para os Hospitais da Universidade de Coimbra. 

O alerta foi dado cerca das 17:15. O indivíduo entrou primeiro no piso térreo do edifício, onde funciona o supermercado, e subiu depois ao primeiro andar, onde funciona a parte administrativa do estabelecimento. Terá sido aí que agrediu o funcionário administrativo que teve de receber tratamento hospitalar.

De acordo com testemunhas, foram disparados "três a cinco tiros", mas não atingiu ninguém. Quando o homem entrou no supermercado, estariam no edifício entre oito a nove clientes e 10 funcionários. Um cliente foi abordado pelo homem, que lhe pediu para indicar onde eram os escritórios. Com uma arma apontada à cabeça, subiu com o indivíduo até ao primeiro andar. Acabou depois por conseguir libertar-se e fugiu para o exterior do estabelecimento.

O homem permanece dentro da superfície comercial, mas não terá reféns. De acordo com informações apuradas pela TVI, trata-se de um homem de cerca de 40 anos, natural da região de Vila Nova de Poiares, mas que está emigrado em França. A informação inicial dava conta de um assalto, mas a TVI soube que o incidente pode estar relacionado com uma questão de compra e venda de terrenos onde está edificado o supermercado.  

O homem está armado e o supermercado está rodeado de polícia. A estrada foi cortada e foi criado um perímetro de segurança de cerca de 300 ou 400 metros. 

No local, estão elementos da GNR, do INEM e dos bombeiros de Vila Nova de Poiares. Uma carrinha do corpo de intervenção da GNR chegou cerca das 19:00.