A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, da CGTP, espera “muitos milhares” de trabalhadores na manifestação nacional, esta tarde em Lisboa, que vão reivindicar aumentos salariais e horário semanal de 35 horas para todos, entre outras medidas.

A dirigente da Frente Comum, Ana Avoila, disse à Lusa que “tudo aponta para que muitos milhares” participem no protesto que parte às 15:00 dos Restauradores em direção à porta do Ministério das Finanças, no Terreiro do Paço.

Ana Avoila explicou que, para os trabalhadores poderem participar na manifestação, a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais e o Sindicato da Administração Local emitiram pré-avisos de greve de 24 horas.

Em causa estão a exigência de aumentos dos salários, que estão congelados desde 2010, a implementação do horário das 35 horas para todos os funcionários públicos, a “dignificação das carreiras” e o combate à precariedade.

Em conferência de imprensa, na terça-feira, Ana Avoila criticou o Governo por “não responder” à sua proposta reivindicativa para 2018 de aumentos salariais de 4%, sublinhando que os sindicatos não são “figuras decorativas” na negociação.