A GNR deteve nove condutores e multou 512 por excesso de peso da carga transportada durante uma operação de fiscalização a veículos pesados de mercadorias e passageiros, indicou esta segunda-feira a corporação.

A Guarda Nacional Republicana realizou, entre 6 e 12 de outubro, uma operação de fiscalização intensiva de veículos pesados de mercadorias e passageiros nas vias com maior volume de tráfego deste tipo de veículos e onde existem indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

Num comunicado para divulgar os resultados da operação, a GNR indica que foram fiscalizados 7 494 condutores, dos quais nove foram detidos, nomeadamente um por excesso de álcool no sangue e quatro por falta de habilitação legal para conduzir.

A GNR detetou ainda 512 infrações relacionadas com excesso de peso e acondicionamento da carga transportada, 346 relativas a tacógrafos (tempos de condução, pausas e tempos de repouso), 32 por falta de cintos de segurança e sistemas de retenção de crianças.

Os militares registaram ainda 66 autos por falta de inspeção periódica, 36 por uso do telemóvel no exercício da condução, 76 relativas a deficiências nos pneus e 15 por falta de seguro obrigatório.