O castelo da vila histórica de Marvão, no Alto Alentejo, vai disponibilizar aos visitantes, a partir de sábado, um centro interpretativo, divulgou o centro cultural que gere o espaço desde 2013.

O Centro Interpretativo do Castelo de Marvão, no distrito de Portalegre, está instalado na torre de menagem e tem como lema “Um Espaço Milenar”, uma vez que pretende explicar aos turistas a história do monumento, desde o século IX até à atualidade.

O presidente do Centro Cultural de Marvão, Tiago Pereira, explicou à agência Lusa que o centro interpretativo "nasceu do caderno de encargos" que a instituição apresentou ao município quando ficou com a concessão do castelo, em 2013, e que contemplava a criação deste centro.

“Há cinco anos que o castelo não dispõe de nenhum espaço museológico ou interpretativo da sua própria história e, nesse sentido, desenvolvemos alguns esforços, com recursos a pessoas ligadas à historiografia e a Marvão, para desenvolver este projeto”, acrescentou.

Manifestando a esperança de que o espaço possa vir a ser utilizado pela comunidade escolar e pelos turistas, Tiago Pereira sublinhou que o centro interpretativo, que contou com um investimento “reduzido”, pretende ser uma ferramenta “dinâmica”.

O Centro Interpretativo do Castelo de Marvão conta com seis painéis que contam a história do monumento em quatro línguas (português, espanhol, francês e inglês), estando projetada, para um futuro próximo, a instalação de uma mesa interativa de forma a “completar e a dinamizar” a oferta cultural existente naquele espaço.

O Centro Cultural de Marvão espera ainda instalar “nos próximos meses” naquele monumento um sistema de áudio guia, numa parceria com a Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo.

A inauguração do Centro Interpretativo do Castelo de Marvão vai decorrer no sábado, a partir das 18:30, contando a cerimónia com a atuação do grupo vocal Cantare et Sonare.

Classificado como Monumento Nacional em 1922, o castelo de Marvão está erguido no pico mais alto da Serra de São Mamede, tendo sido construído no século IX.

Embora possa ter havido ocupações anteriores deste espaço, a fundação de Marvão está associada ao último quartel do século IX e à figura de Ibn Maruán, que terá mandado construir o castelo devido às características do terreno onde se encontra.