Agravou-se o estado de saúde de um dos três homens internados com legionella no Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco. Trata-se do mais novo dos pacientes, que agora foi transferido para os Cuidados Intensivos, desconhecendo-se se o agravamento terá ocorrido ontem ou na madrugada desta terça-feira.

Esta é uma informação confirmada pela administração do hospital à TVI24, que informou tratar-se do homem mais novo. Um destes três homens tinha sido submetido recentemente a uma operação cirúrgica a um rim e que, por isso, inspirava cuidados especiais. Os outros dois pacientes mantém-se no serviço de observação daquele hospital.

Os três homens, todos de Vila Franca de Xira, estavam em Castelo Branco para trabalhar na apanha da azeitona. Dois foram internados no domingo, o terceiro deu entrada na urgência na segunda-feira.

A Direção-geral da Saúde avançou segunda-feira que número de mortos devido à legionella subiu para cinco e que havia um total de 233 casos.
«Até às 15 horas de hoje, foram reportados 233 casos (228 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, três na Região Centro e dois na Região Norte). Destes casos, 38 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos e até ao momento  foram reportados cinco óbitos», pode ler-se no comunicado.

«Todos os casos reportados têm ligação epidemiológica ao surto que decorre em Vila Franca de Xira. As freguesias de Vialonga, Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa são as que continuam a registar a maior incidência», avança o mesmo comunicado.