A GNR multou quase 3200 condutores por estacionarem o carro em lugares reservados a pessoas com deficiência, no segundo semestre de 2017, altura em que passou a ser considerado uma contraordenação grave, indicou esta quinta-feira a corporação.

Numa nota, a Guarda Nacional Republicana avança que detetou, no segundo semestre do ano passado, 3.199 condutores que ocuparam lugares reservados a pessoas com deficiência.

Desde julho de 2017 que é considerado contraordenação grave estacionar em lugar reservado a veículos de pessoas com deficiência.

A GNR recorda que o estacionamento nestes locais apenas pode ser feito por quem seja portador do cartão de estacionamento para pessoas com deficiência, o que pode ser solicitado aos serviços do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) da área da residência.

Segundo a GNR, quem cometer esta infração incorre numa coima de entre 60 a 300 euros e perde dois pontos na carta.