Nem sempre o Carnaval foi como hoje em dia. Veja alguns aspetos curiosos da festa rainha da folia.

E o seu Carnaval, como vai ser? Partilhe connosco as fotos do seu Carnaval. Envie as imagens para euvi@tvi.pt ou para a app da TVI24

 

Carnaval de Torres Vedras 2015 (Foto Lusa)

 

O Carnaval de Torres Vedras arroga-se de ser o mais português dos carnavais. Matrafonas, Zés Pereiras e cabeçudos desfilam pelas ruas. As referências à existência do Carnaval vêm do tempo de D. Sebastião, numa alusão a uns jovens que pregavam partidas com um galo.


 

Carnaval de Loulé 2015 (Foto Lusa)

 

O Carnaval de Loulé leva mais de um século de história e começou pro ser feito em prol dos mais necessitados. A ideia de criar um Carnaval organizado, cujas receitas revertessem para os pobres, data de 1906. Vinte anos depois, as receitas passaram a ser destinadas ao hospital.

 

Jaime Barcelos (Foto DR)

 

Os estudantes brasileiros da Universidade de Coimbra levaram o samba para o Carnaval da Mealhada, ainda antes do 25 de Abril. O primeiro rei do Carnaval da Mealhada foi o ator Jaime Barcelos, da telenovela brasileira “Gabriela”.

 

Carnaval de Ovar 2015 (Foto Lusa)

 

Nas ruas desde meados de anos 50 do século passado, o desfile do Carnaval de Ovar conta hoje com grupos com ritmos importados do Brasil. A região já conta mesmo com escolas de samba que concentram os esforços de um ano de trabalho naqueles três dias de festa. Longe vai o chamado Carnaval porco, assim apelidado porque os participantes atiravam um pouco de tudo. Uma batalha de ovos, tomates, farinha, que arrancava e terminava com a sirene dos bombeiros.  

 

Carnaval de Sines 2011 (Foto Lusa)

 

O Carnaval de Sines faz 90 anos. O desfile arrancou em 1926 com o rei e a rainha de Maduralândia, anunciados no jornal local. Começou por ser organizado por grupos de populares. O carnaval são três dias, mas não na festa da vila alentejana. A festa, este ano, começou logo em janeiro.

 

Caretos de Podence

 

Em Podence, Macedo de Cavaleiros, Carnaval é sinónimo de caretos nas ruas. A origem desta tradição perde-se no tempo. Homens  com traje de cores fortes, feito a partir de colchas, máscara na cara e chocalhos à cintura. As mulheres solteiras são as visadas. Batem-lhes com os chocalhos e dançam em redor, sempre com a identidade salvaguardada pela máscara.

 

Carnaval da Madeira 2015 (Foto Lusa)

 

Vestidos com roupas velhas e com a cara suja de fuligem, os foliões  divertiam-se antigamente na rua principal do Funchal. Hoje, o Carnaval da Madeira é um produto turístico. Uma das atrações da festa madeirense é sempre o antigo presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim.