O trânsito na Ponte D. Luís, Porto, foi restabelecido nos dois sentidos cerca das 09:00 depois de ter estado cortado e posteriormente condicionado devido à presença de um homem no tabuleiro superior que acabou por sair cerca das 08:45.

Fonte da PSP disse à agência Lusa que o homem, com cerca de 40 anos, foi encaminhado para o Serviço de Psiquiatria do Hospital de São João.

A presença do homem foi detetada cerca das 22:00 de segunda-feira, tendo sido deslocado para o local um forte dispositivo policial, que se manteve no local até de manhã, nomeadamente um negociador da PSP e um psicólogo do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), para tentarem convencê-lo a abandonar a ponte.

Por precaução foi decidido impedir a circulação do trânsito até cerca das 06:00, altura em que a passagem de carros, metro e peões, foi permitida, embora de forma condicionada.