Um saco abandonado cerca das 18:00 no terminal fluvial do Terreiro do Paço levou a PSP de Lisboa a suspeitar de uma bomba, mas tudo não passou de falso alarme.

Em declarações anteriores à agência Lusa, a PSP informou também que o saco que levantou suspeitas estava junto à entrada da estação fluvial e que no seu interior continha duas caixas de sapatos vazias.

Segundo a PSP, em declarações à TVI24, foi enviada para o local uma Equipa de Inativação de Engenhos Explosivos e foi criado um perímetro de segurança.

A mesma fonte revelou ainda que a equipa especial procedeu à «inspeção de segurança do saco» enquanto o trânsito na zona da estação fluvial, que se situa em frente ao Ministério das Finanças, foi desviado.

Segundo a Transtejo, «foi localizado um saco suspeito e estão a ser feitos todos os procedimentos para ver o que se passa». A mesma fonte revelou que a estação fluvial não foi totalmente encerrada, mas foram bloqueados os acessos a dois pontões.

«A circulação continua a fazer-se, mas com alguns atrasos», informava a mesma fonte ao fim da tarde, acrescentando que a polícia está no local.

A Transtejo atualizou a informação, anunciando que a suspeita ficou resolvida pela PSP cerca das 20:00, faltando agora regularizar a situação no local.

No Twitter várias pessoas deram conta da ocorrência.
 
Da estação fluvial do Terreiro do Paço saem barcos que fazem a ligação entre Lisboa e a margem sul do Tejo, sobretudo Barreiro e Montijo.

A estação fluvial situa-se em frente ao edifício do Ministério das Finanças.