A Marinha e a Autoridade Marítima alertam para a agitação marítima no arquipélago da Madeira a partir do final de quinta até segunda-feira, aconselhando as embarcações a permanecerem nos portos e as pessoas a afastarem-se costa.

Em comunicado divulgado esta quarta-feira, aquelas entidades alertam "para as prováveis consequências de previsão de agravamento do estado do mar na Região Autónoma da Madeira a partir do final do dia de amanhã, que se prolongará pelo fim de semana, até segunda-feira".

"O alerta é dirigido a toda a comunidade marítima que se encontra no mar, nos portos e marinas, bem como toda a população em geral que frequente as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral do arquipélago da Madeira", acrescenta o comunicado.

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional informam que "as atuais previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) indicam a ocorrência de ventos muito fortes, de sudoeste e oeste, e uma agitação marítima dos quadrantes de sudoeste/oeste com uma altura significativa de cerca de quatro a cinco metros, que poderá atingir os sete metros durante o fim de semana, rodando para oeste/noroeste".

À população em geral, recomendam que "evitem a prática de passeios junto ao litoral do arquipélago da Madeira"; aos pescadores lúdicos de pesca à cana "desaconselham a aproximação a zonas de arribas nas frentes costeiras"; à comunidade marítima "a adoção de medidas acrescidas de precaução, verificando e reforçando a amarração das embarcações quando atracadas, mantendo vigilância contínua e especialmente durante os períodos de maior adversidade meteorológica" e à comunidade piscatória e à comunidade da náutica de recreio que se encontrem em atividade no mar aconselham " o regresso urgente ao porto de abrigo mais próximo".

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertam ainda que, "no âmbito preventivo para salvaguarda de pessoas e bens, é vivamente aconselhado a não saída para o mar das embarcações que se encontram dentro dos portos" e pedem à população para acompanhar a "evolução da situação meteorológica e dos avisos à navegação e de previsão meteorológica radiodifundidas pelo MRSC Funchal e pela Capitania do Porto do Funchal.

Depressão a norte dos Açores vai causar ventos fortes

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje um aviso para uma depressão, denominada ‘Félix’, que se está a formar a norte do arquipélago dos Açores, cujos efeitos esperados são vento forte e agitação marítima.

“Prevê-se que a depressão Félix, às 00:00 do dia 09 de março de 2018 (sexta-feira), se encontre centrada a norte do arquipélago dos Açores. Esta depressão irá afetar mais diretamente Portugal, Espanha e a parte oeste de França, seguindo depois a sua trajetória na direção nordeste para as ilhas Britânicas”, refere o IPMA, em comunicado.

Segundo o documento, espera-se que os efeitos mais significativos em Portugal sejam “vento forte e agitação marítima forte”.

“A influência desta depressão em Portugal será sentida nas zonas marítimas de responsabilidade nacional”, acrescenta.

A Proteção Civil dos Açores recomendou hoje medidas de autoproteção tendo em conta o agravamento do tempo no arquipélago, até sábado, com previsões de chuva, trovoada e agitação marítima nas nove ilhas.