Nove suspeitos de tráfico de droga foram detidos nos concelhos de Valença e Vila Nova de Cerveira após dez buscas domiciliárias resultantes de uma investigação que durava há um ano, revelou este domingo a GNR de Viana do Castelo.

Em comunicado, a GNR esclarece que os detidos, oito homens e uma mulher com idades compreendidas entre os 19 e os 43 anos, foram detidos no sábado, nas localidades de Valença e de Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo.

A operação, “que envolveu 66 militares” de diferentes valências da GNR para cumprir “dez mandados de busca domiciliária” levou ainda à apreensão de 29 doses de cocaína, 76 de canábis e 445 de haxixe, para armas, dinheiro, automóveis e balanças.

O Comando Territorial de Viana do Castelo da GNR descreve ter apreendido “cinco plantas de canábis, duas viaturas ligeiras, uma moto 4, uma arma de ar comprimido com mira telescópica, cinco armas brancas, uma soqueira e um bastão extensível”.

Na ação que resultou “de um processo de investigação criminal por tráfico de estupefacientes”, em curso “há cerca de um ano”, a GNR apreendeu também “nove telemóveis, três balanças de precisão e 870 euros em dinheiro”.

De acordo com a GNR, cinco dos nove detidos “permanecem nas instalações da GNR”, devendo ser presentes na segunda-feira no Tribunal Judicial de Viana do Castelo.

A GNR acrescenta que “os detidos têm antecedentes criminais pela prática dos crimes de furto, tráfico de estupefacientes e de ofensas à integridade física”.